RENATA FONSECA

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Alfaiataria da seleção brasileira de futebol para a Copa do mundo da Rússia 2018
 Olá pessoal!

Estava assistindo a chegada da seleção na Rússia e achei todos muito elegantes de terno. Fui pesquisar mais sobre essa mudança no look da seleção que foi sem dúvidas para melhor.

O traje mais formal não é novidade há muito tempo. Segundo o Coordenador de Seleções, Edu Gaspar, a ideia foi a de retomar uma tradição de quando a Seleção Brasileira seguia para a competição trajando ternos personalizados. 
Ele conta que teve a ideia de encomendar um novo traje de apresentação ao ver fotos da equipe campeã de 1958.
“Quis resgatar essa tradição, a importância de representar o Brasil numa Copa”, disse Edu por telefone, da CBF.
Edu Gaspar tem como modelo de elegância o escrete de 1958.
As fotos de época mostram Vavá, Didi e Pelé de costume marrom e gravata azul segurando a Jules Rimet depois da conquista na Suécia.

As fotos de época mostram Vavá, Didi e Pelé de costume marrom e gravata azul segurando a Jules Rimet depois da conquista na Suécia.

O estilista Ricardo Almeida foi o profissional escolhido para produzir uma alfaiataria exclusiva e sob medida para a delegação brasileira de futebol durante o evento esportivo de 2018. O projeto especial contempla a criação de um costume (blazer e calça) com cores e detalhes especiais para o momento, que tem como objetivo de resgatar uma tradição da apresentação da seleção brasileira com uma alfaiataria sofisticada.
O ponto de partida do projeto foi à modelagem que ganhou atenção especial do estilista. “Quis desenvolver uma modelagem para valorizar o corpo atlético, evidenciando o shape que cada jogador tem de melhor”, explica Ricardo Almeida.  No caso, por exemplo, a calça e o blazer respeitam o shape do jogador sem perder a estética da assinatura do estilista e valorizando o corpo atlético de cada um deles. “Os jogadores não perderão a própria personalidade e a essência do universo esportivo ao usar uma alfaiataria. Quisemos desde o início respeitar essa premissa, uma vez que eu sempre valorizo, no meu dia a dia, a identidade e estilo de vida do cliente”, explica Ricardo Almeida.



O costume sob medida foi produzido em 100% lã fria, a qual é composta por fios com duas cores diferentes, uma combinação de azul royal e preto, que revela um novo tom de azul marinho com efeito changeant (muda sutilmente a cor conforme a incidência de luz).  “Foi uma forma de levar um toque diferenciado e moderno para a alfaiataria que, mesmo com uma cor clássica como o azul marinho, ganha um resultado inovador aos olhos de quem vê. Não é só um azul marinho. É um azul marinho particular e pensado para esse momento tão especial”, sinaliza Ricardo.
O destaque em cada traje fica para o forro do blazer, que o estilista criou especialmente para homenagear todas as conquistas da seleção. O interior do blazer vem com uma padronagem de jacquard inspirada no construtivismo russo - uma estética que sintetiza as imagens em formas geométricas simples, buscando passar uma mensagem de forma rápida. Assim, quem observa o forro consegue ver as taças e os anos que a seleção brasileira foi campeã ao longo da história dos campeonatos mundiais de futebol.
Os jogadores vestirão traje monocromático, composto por costume, camisa e gravata azul de seda super slim (4 cm); enquanto a equipe técnica usará costume azul com camisa branca e gravata azul de seda de largura 6 cm, um pouco mais próxima do estilo clássico do acessório.  Um outro detalhe a ser contado é a camisa dos jogadores que traz um colarinho estreito, diferente das tradicionais camisas sociais.



A sapataria não ficou de fora do processo criativo do projeto.  Os sapatos de couro foram desenvolvidos na fábrica de sapatos do estilista, localizada na cidade de Franca (SP), com uma fôrma especial adaptada aos pés dos atletas. Vale a pena destacar a composição de cada parte do sapato: solado de EVA; revestimento de neoprene interno, como se fosse uma meia, referenciando assim o estilo esportivo; e a estética do sapato brogue, que busca levar com sutileza o código clássico da sapataria, normalmente usada na alfaiataria. “A intenção era criar um sapato que tivesse o estilo clássico de um sapato social, mas ao mesmo tempo a estética e conforto de um tênis. Unir a sola de EVA com o revestimento interno de neoprene foi a melhor forma de levar o lifestyle do mundo esportivo para o sapato”, indica o estilista. Os cintos de couro foram pensados para compor a alfaiataria com um ar mais moderno, com as nuances de cores feitas com pintura manual e finalização com tratamento especial que escurece algumas áreas, resultando em um degradê em tons marrons e preto.

BRASIL RUMO AO HEXA!!!

Fontes


https://veja.abril.com.br/revista-veja/uma-jogada-de-classe/

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Perfil de Gianni Versace
Olá pessoal!

Hoje vamos saber mais sobre Gianni Versace.
Fiz um post sobre a série American crime story que na segunda temporada o tema foi  a morte de Versace. Recomendo!


Gianni Versace nasceu em 2 de Dezembro de 1946 e faleceu em 15 de Julho de 1997. Foi um designer italiano de moda para ambos os sexos. Nascido em uma família pobre de Reggio, no sul da Itália, ele aprendeu a costurar com a mãe, Francesca.

Absorveu influências da arte grega e romana, bem como da arte abstrata moderna. Alguns o consideram o estilista mais talentoso e com mais colorido do século XX. Gianni foi o fundador da famosa companhia de moda Versace. A primeira loja foi inaugurada na Via della Spiga de Milão - Itália - em 1978. Hoje em dia, Versace é uma das casas de moda mais importantes internacionalmente.

Numa manhã de 15 Julho, no verão de 1997, regressando de sua costumeira caminhada pelas calçadas de Ocean Drive em Miami Beach, Versace foi baleado em frente a sua mansão. Foi surpreendido pelo assassino em série Andrew Cunanan, que se suicidou pouco depois do homicídio e seu corpo foi encontrado em um iate. A polícia afirma que Andrew Cunanan se suicidou com a mesma pistola que usou para matar Gianni Versace.


Após a trágica morte de Gianni Versace, a sua irmã, Donatella Versace, tornou-se a diretora artística da marca e o seu irmão, Santo Versace, tornou-se o presidente. Atualmente o Império Versace inclui vestuário feminino e masculino, vestuário desportivo, roupa íntima, óculos, uma coleção de jeans, perfumes e uma linha de decoração. Foi lançada uma linha de maquiagem da marca Versace e inaugurado o primeiro hotel de seis estrelas da empresa, Palazzo Versace, localizado na Costa Dourada australiana.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Versace
http://www.huffpostbrasil.com/2018/01/19/fama-ambicao-homofobia-o-assassinato-de-gianni-versace-examina-sociedade-norte-americana_a_23338257/



quarta-feira, 30 de maio de 2018

Dica de filme e séries para o feridão.
Olá pessoal!!

Vamos para mais dicas de filmes e séries para quem não vai viajar no feriadão.

Todos estão no Netflix.

Muito legal esse filme sobre o mundo das finanças on-line.

Intermediário.com 


Direção: George Gallo
Elenco: Luke Wilson, Giovanni Ribisi, James Caan ...
Gênero: Comédia
Nacionalidade: EUA

Sinopse

Um empresário cria uma empresa de faturamento online para o setor de entretenimento adulto e acaba tendo que lidar com o FBI e com mafiosos, trapaceiros e terroristas.

Séries

Adoro filmes e séries baseados em fatos reais.

A série mostra um pouco da Londres do pós-guerra.

Call Midwife



Gêneros: Séries britânicas, Séries dramáticas britânicas.
Criação: Heidi Thomas
Direção: Philippa Lowthorpe
Estrelando: Vanessa Redgrave, Bryony Hannah, Helen George

Sinopse
Drama de época baseado nas memórias de Jennifer Worth, uma parteira recém-formada na zona leste de Londres nos anos 50.

As telefonistas

Gostei bastante da série espanhola!

Mostra a luta das mulheres na década de 20 em um momento que a mulher obedecia ao pai e depois ao marido.
A trilha musical é bem interessante!


Estrelando: Blanca Suárez, Nadia de Santiago, Ana Fernández.

Gêneros: Séries dramáticas, Séries românticas, Dramas sobre questões sociais.
Criação: Ramón Campos, Gema R. Neira

Sinopse

Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como “garotas do cabo” (operadoras de telefonia) em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto embarcam em uma jornada em busca do sucesso.


quarta-feira, 23 de maio de 2018

O que é lace, full lace etc...
Olá pessoal!

Adoro a série How to get aways with murder e as perucas da personagem de Viola Daves Annalise Keating me despertou a curiosidade de saber mais sobre essas perucas que parecem cabelos naturais. Também comecei a perceber andando na rua que várias pessoas usam peruca e pessoas que passam por quimioterapia e perdem os cabelos também fazem uso da lace/peruca.


Elas também usam full lace.
Fiz umas pesquisas e aprendi várias coisas sobre lace, front lace etc. Tem  muita coisa e tentei fazer um resumo.

Lace Front:

Lace fronts são perucas ‘normais’ com a parte de lace (tule) só na frente. A grande vantagem das perucas feitas em tule é que a frente é colada à cabeça e parece que os fios crescem de seu couro cabeludo.
Vantagens das lace fronts:
– São muito mais fáceis de colocar e tirar
– Exigem menos uso de fitas e cola já que são coladas somente na frente.
– Custam um pouco menos, pois a fabricação é mais simples.
Desvantagens:
– São menos confortáveis
– Esquentam mais que uma full lace
– Não é possível fazer rabo de cavalo alto ou coque.
Full Lace

As perucas full lace são confeccionadas 100% em tule.
Vantagens
– É possível fazer rabo de cavalo alto e coques.
– São mais fresquinhas e ventiladas
– São mais indetectáveis
Desvantagens
– São mais caras
– São mais difíceis de colocar (colar a parte de trás é bem complicado)

Existem modelos diferentes

- Lace Front Wig: é um modelo que tem uma tela frontal de orelha até a outra. Esta tela assemelha ao couro cabeludo e a ideia é cobrir a cabeça por inteiro.

- Full Lace Wig – Whole Lace: sua touca é totalmente composta pela tela, o que garanti mais naturalidade, já que, a cliente poderá repartir o cabelo em qualquer direção que em toda a extremidade da peruca parecerá couro cabeludo.  

- L- Part Wig: peruca com uma repartição que forma um “L” no topo da cabeça. Essa repartição pode ser dos dois lados ou apenas em um. 

- Invisible Part: Há uma tela na divisão da lace que pode ou não vir aberta. O objetivo é que você possa optar de cortar a tela na repartição para mesclar com seu cabelo natural, que está embaixo da wig.

- Half Wig: Ela é semelhante a lace front, mas não tem a telinha na frente. A ideia é que você use um pouco de seu cabelo na frente para mesclar. Mas, é possível usar sem mesclar por que você pode fazer uma franja, ou algum baby hair que o disfarce é muito bom.

- Ponytail: este é um modelo que você incrementa como um rabo de cavalo. Muitas half wigs e full laces são ponytail e half ao mesmo tempo.



Full lace sem cola/ Full lace Glueless

A full lace GLUELESS que tem como diferencial, uns pentinhos costurados em suas laterais, e elásticos de ajuste. Com esses pentinhos a gente prende a full lace em nosso cabelo natural quem não tiver cabelo, não precisará usar esses pentes, mas podem usar e abusar do elástico.
Full lace Silk Top

A silk  consiste num material parecido com um tecido ou silicone, fino, que é colocado em parte da base da full lace, ela simula de forma bem real os fios saindo da pele, quando na verdade os fios saem desse tecido especial. Às vezes o silk top pode não ser no início, mas no meio da cabeça, dependendo da forma como você encomenda. Apenas os modelos chamados "full lace judia" tem silk top logo no começo, elas não tem tela na frente.

A full lace com Silk Top começa com cerca de 3 cm de tela na frente e depois tem uma base nova em material semelhante a tecido siliconado que dá a real impressão que os fios nascem da cabeça de quem usa, independente do que você usar por baixo, não precisa da sua pele para dar a naturalidade tão enfatizada. Ela só tem tela na frente, onde deverá ser colada, e onde sua pele de fato irá aparecer.

Os fios podem ser confeccionados de vários materiais

- Cabelo sintético: é o tipo mais comum porque é mais barato. Já existem fibras sintéticas como a fibra futura que são muito naturais, não brilham, permitem o uso de chapinha, secador de cabelo, podem ser remoldadas quando envelhecem. 

 - Cabelo orgânico: É muito similar ao cabelo humano, tanto no toque quanto na forma de cuidar. A lavagem é com shampoo em movimentos no sentido do fio para não embaraçar com água fria ou morna e creme para hidratação. Especialistas afirmam que ele embaraça menos e é muito natural.

- Cabelo 100% humano ou Human Blend hair: apesar do nome, acredite: não é o cabelo humano. Na verdade, ele é uma mistura de cabelo humano com sintético que dá muita naturalidade à wig.

- Cabelo humano: é um cabelo natural, não feito em laboratório. É o cabelo humano, que ao receber chapinha e baby liss se adapta a estas modificações. É o tipo de cabelo mais utilizado pelas artistas por ter mais naturalidade.

http://www.mundolacewig.com.br/2011/02/vantagens-e-desvantagens-de-usar-full.html


@renatafashionfonseca